25/11/14

Esfiha Integral com Recheio de Brócolis e Ricota


De todos os salgadinhos, o que mais gosto de fazer é esfiha. Já fiz de calabresa e de carne. Na minha opinião é uma receita muito simples e prática. Para quem tem MFP então fica melhor ainda. Enquanto a máquina bate a massa, você faz um refogado de recheio, monta e pronto. Para quem não tem também é simples, a massa é muito fácil e gostosa de trabalhar. Estas esfihas foram originalmente pensadas para o 3° Encontro Gourmet que aconteceu em setembro. Porém o tempo acabou sendo muito curto e elas não renderam o suficiente para o evento (precisava de umas cinquenta pelo menos kkk). De qualquer forma elas ficaram deliciosas e acabaram num instante. A massa integral ficou tão gostosa, ou até melhor do que a versão tradicional. Macia mesmo depois de dias. Apesar de não ser o maior fã do mundo de ricota, o recheio ficou ótimo e combinou perfeitamente. Dá próxima vez vou rechear com peito de peru e queijo branco *_*


Esfiha Integral com Recheio de Brócolis e Ricota

Ingredientes
Massa
250ml de água
½ xícara de óleo
1 colher de sopa de manteiga
1 ovo
1 colher de sopa rasa de sal
1 colher de sopa de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo integral
2 xícaras de farinha de trigo branca
2 colheres de chá de fermento biológico seco

1/2 xícara de farinha de trigo branca (para colocar aos poucos até dar o ponto)

Recheio
1 maço de brócolis cozido e picado (cozinhei no vapor)
300g de ricota
1 colher de sopa de orégano
4 dentes de alho
Azeite, sal e pimenta a gosto

2 gemas levemente batidas para pincelar

Preparo
Recheio: Refogue o alho no azeite e acrescente o brócolis. Tempere com sal, pimenta e orégano. Retire do fogo e misture a ricota. Reserve até esfriar.
Massa na MFP: Coloque todos os ingredientes na cuba da MFP e ligue na função Massa. Vá acompanhando a textura da massa, acrescentando mais farinha caso necessário. Faça o ciclo completo da máquina.
Massa à mão: Bata tudo menos o fermento e as farinhas no liquificador. Coloque o líquido numa vasilha grande. Misture o fermento na primeira xícara de farinha branca e vá acrescentando o restante das duas aos poucos até desgrudar levemente das mãos. Sove bem e vá “rasgando” a massa na bancada, até ficar bem elástica. Deixe descansar por 40 min.
Montagem: Pegue porções de massa e recheie com o refogado de brócolis formando as esfihas. Pincele todas com as gemas batidas e leve ao forno preaquecido 180º por cerca de 25 min ou até dourar. Fique de olho para não queimar em baixo.

Pulo do Gato: Já fiz esta massa tanto à mão quanto na MFP e de ambos os jeitos fica ótima. Não coloque muita farinha no começo pois, à medida que for trabalhando a massa ela vai "dando mais liga". A farinha de trigo integral é mais pesada e ajuda nessa parte.

18/11/14

Brigadeiro Recheado com Bolo de Cenoura


Fico pensando quem foi o gênio que inventou essa receita. Bolo de cenoura com cobertura de brigadeiro já é uma tentação, agora imagina inverter oss papéis e rechear o brigadeiro com bolo de cenoura? De bater o olho nas foto a boca já enche d'água não é? Para mim, essa combinação mega brasileira dá tão certo quanto queijo com goiabada ou açúcar com canela, parece que foram feitos um para o outro. Devo confessar que apesar de amar chocolate,e nunca fui louco por brigadeiro. Até descobrir os brigadeiros recheados lógico. Por aqui já passaram os de morango, este de cenoura e tenho pelo menos mais três projetos de recheio na minha lista. Uma sobremesa que agrada todo mundo e que não fica nada enjoativa. Só tem um porém, eles vão acabar num piscar de olhos pode ter certeza kk.


Brigadeiro Recheado com Bolo de Cenoura

Ingredientes
Recheio
1/2 receita de bolo de cenoura (Eu usei esta AQUI)

Brigadeiro
Todo mundo sabe fazer brigadeiro, mas se quiser uma receita use esta AQUI

Chocolate granulado para enrolar

Preparo
Prepare o bolo e o brigadeiro e espere esfriar. Esmigalhe metade do bolo (a outra metade você come lógico kk). Com a massa esmigalhada, forme bolinhas compactando-as bem. Pegue uma porção de brigadeiro, abra formando uma "panquequinha" na palma da mão, coloque uma bolinha de bolo e feche delicadamente. Passe os brigadeiros no chocolate granulado e leve para gelar (se quiser comer geladinho como eu).

Pulo do Gato: Muito cuidado na hora de enrolar e rechear os brigadeiros, vários aqui em casa acabaram virando uma massaroca. Não que seja ruim ir comendo os que derem errado lógico kkk. Deixe o brigadeiro bem gelado antes de modelar, fica mais fácil.

11/11/14

Torta de Milho com Presunto, Brócolis e Requeijão


Adoro tortas salgadas. São bastante versáteis e servem uma refeição completa num dia de preguiça. Esta daqui foi feita para levar no trabalho. Quem comeu adorou e pediu a receita. A massa amarelinha feita de milho fica muito fofa e foi uma das melhores massas de torta que já provei. A combinação de presunto com brócolis e requeijão é irresistível. Com peito de Peru e queijo branco também deve fica uma delícia. Só de olhar as fotos já dá vontade de fazer essa receita mais uma vez. Tenho de parar de escrever os posts com fome kkk.



Torta de Milho com Presunto, Brócolis e Requeijão
(Receita do Brie com Goiabada)

Ingredientes
Massa
4 ovos
1 xícara de leite
1 lata de milho escorrido
1/2 xícara de óleo
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
Sal e pimenta do reino a gosto

Recheio
150g de presunto picado
1 pote de requeijão cremoso (200g)
1 brócolis cozido e picado (cozinhei no vapor)
Sal e pimenta do reino a gosto

Preparo
Massa: Bata no liquidificador os ovos, o leite, o milho, o sal e a pimenta do reino. Passe para uma vasilha e acrescente o óleo, a farinha de trigo e o fermento em pó, misturando bem.
Montagem: Coloque metade da massa em uma fôrma untada e enfarinhada, cubra com o brócolis picado e temperado com sal e pimenta. Coloque o presunto e espalhe o requeijão cremoso às colheradas. Cubra com o restante da massa e leve ao forno preaquecido por 40 minutos ou até dourar.

Pulo do Gato: Se quiser, salpique parmesão ralado antes de ir ao forno. O recheio que usei é uma sugestão, mas você pode usar o que preferir. Frango, carne, atum ou só legumes. Torta salgada fica deliciosa com qualquer recheio.

03/11/14

Lemon Pepper


Depois que comecei a comandar a cozinha de minha própria casa percebi que é muito difícil não cair numa rotina de comer sempre a mesma coisa. Quando vou ao açougue é basicamente filé de frango, carne moída, bife, linguiça e bisteca. Muito raramente acabo fugindo disso. Com o tempo aprendi que os maiores aliados para diversificar a comida do dia a dia são os temperos. Você pode fazer o mesmo bifinho ou filé grelhado, mas é só de mudar o tempero que coloca neles que o sabor muda completamente. No geral, a combinação que mais uso é sal, pimenta do reino, alho e cebola. Para variar costumo usar tempero baiano, chimichurri (adoro) e esse temperinho que depois que descobri nunca deixei faltar: Lemon Pepper. Ele é feito de uma mistura de raspas de limão siciliano, sal e pimenta do reino desidratados e moídos. Extremamente aromático, o lemon pepper casa muito bem com frangos, peixes e molhos para salada eu uso em tudo kkk. Minha mãe e sogra também adoram e sempre pedem por mais quando o tempero delas acaba. A receita veio do Ana Maria Brogui e conheci por acaso, quando estava vendo um vídeo sobre um lanche do Subway que vai este tempero. Quem nunca provou experimente, pois tenho certeza que vocês vão adorar também.


Lemon Pepper
(Receita adaptada daqui)

Ingredientes
Casca de limão siciliano ralada *usei 4 unidades que renderam quase uma xícara de raspas
3/4 da quantidade de pimenta do reino em grãos
2 colheres de sopa rasas de sal

Preparo
Misture todos os ingredientes, espalhe numa fôrma (sobre papel manteiga se não for antiaderente). Ligue o forno na potência mais baixa e coloque uma colher de pau na porta para que ela fique entreaberta. Deixe por 50 minutos, mexendo na metade do tempo. Após esfriar, bata no liquidificador ou processador.


Pulo do Gato: A proporção entre sal, pimenta e limão siciliano fica a seu critério. Se quiser mais aromático, use mais raspas, se quiser mais apimentado, mais pimenta.. 

20/10/14

Coxinhas de Mandioquinha com Carne Louca


Sabe quando as vezes do nada queremos fazer/comer alguma coisa desesperadamente? Num certo sábado de sol acordei e pensei comigo mesmo: Que tal uma coxinha com massa de mandioquinha e recheio de carne louca? E lá fui eu para o mercado comprar os ingredientes. Assim nasceu essa maravilhosa coxinha. Só de olhar para a foto já dá pra ter uma ideia de quão deliciosa ficou. Sempre que vou a festas de aniversário me acabo de comer pãozinho com carne louca, é viciante. Ainda bem que além de rechear as coxinhas a carne ainda rendeu para quatro sanduíches no outro dia. A massa que usei é uma variação das que já apareceram aqui, só troquei a batata por mandioquinha. Uma curiosidade, estou viciado em cozinhar legumes no vapor. Ficam prontos rapidinhos, mantém mais os nutrientes e não ficam "aguados". Adotei pra vida. Sobre as coxinhas, modestamente uma das melhores que eu já fiz/comi.


Coxinha de Mandioquinha com Carne Louca

Ingredientes
Carne Louca
1,5 kg de miolo de acém (ou outra carne que desfie)
1 cebola grande cortada em quatro
3 dentes de alho descascados
Folhas de louro e manjericão a gosto
Azeite, pimenta do reino e sal a gosto

Para refogar:
1 pimentão sem pele picado (usei verde)
1 cebola roxa picada
3 dentes de alho picados
2 tomates sem pele e sem sementes picados
3 colheres de sopa de molho shoyo
1/4 de xícara de vinho tinto
2/3 de xícara de molho de tomate
1/2 xícara de cheiro verde picado

Massa
3 xícaras do caldo de cozimento da carne
2/3 de xícara de farinha de milho (bati no liquidificador para ficar bem fininha)
3 xícaras de farinha de trigo
250g de mandioquinha cozida no vapor (1 xícara bem cheia)

Água gelada e farinha de rosca para empanar

Preparo
Carne louca: Numa panela de pressão grande, frite em um pouco de azeite os pedaços de carne picados. Esta etapa serve para selar a carne. Acrescente os dentes de alho inteiros, a cebola, os outros temperos e cubra com água. Leve ao fogo e conte 1 hora após pegar pressão. Deixe sair a pressão. Coe e reserve o caldo. Desfie a carne com um garfo ou com as mãos. Refogue em azeite a cebola, o alho, o pimentão e os tomates por alguns minutos. Despeje o vinho, o shoyo, o molho de tomate e deixe mais um pouquinho. Acrescente a carne e mantenha no fogo, mexendo de vez em quando, até apurar bem todos os temperos e secar os líquidos. Coloque o cheiro verde e acerte o sal. Deixe esfriar.
Massa: Leve ao fogo três xícaras do caldo da carne reservado. Quando começar a ferver, jogue as duas farinhas de uma só vez. Mexa vigorosamente com uma colher de pau em fogo baixo até cozinhar bem (cerca de 10 a 15 minutos). Retire do fogo e misture a mandioquinha até que ela incorpore à massa. (Usei a batedeira planetária nesta etapa). Reserve coberto com plástico filme rente à massa até esfriar
Montagem: Recheie porções de massa com uma colher de carne louca moldando como uma coxinha. Passe na água gelada e em seguida na farinha de rosca. Frite em óleo quente, aos poucos, até dourar.


Pulo do Gato: Se quiser congelar, disponha-as numa fôrma e leve ao congelador. Depois é só embalar e manter no freezer. Na hora de fritar, aconselho deixar descongelar antes, para não correr o risco delas ficarem frias no centro. A massa é muito gostosa de trabalhar. Se tiver dificuldades em montar as coxinhas joga no youtube "como modelar coxinhas". Me ajudou e muito.